Classificações dentro da estrutura do Balanço Patrimonial – Ativo

As contas do Balanço são classificadas em diversos grupos e subgrupos. São eles:

I – Ativo Circulante: Fazem parte deste grupo os valores disponíveis ou realizáveis até o término do exercício seguinte. Ele é composto pelos seguintes subgrupos:

a – Disponibilidades: “Valores disponíveis que estão ao nosso imediato alcance, tal como dinheiro no cofre. Conjunto de valores representado, essencialmente, pelo dinheiro e pelos títulos que a ele equivalem imediatamente”[1]. Essa é a definição de disponibilidade imediata dada por Lopes de Sá. É esse tipo de disponibilidade que representa esse subgrupo do Balanço.

b – Créditos: São valores referentes às vendas e aos serviços prestados a prazo, deduzidos os valores referentes as duplicatas descontadas e os considerados de difícil recebimento. Essas últimas deduções são feitas através de contas de provisão. Também fazem parte desse subgrupo os adiantamentos feitos aos empregados e fornecedores.

 

c – Estoques:  São os bens prontos para revenda ou em elaboração, assim como as matérias-primas usadas em sua fabricação, deduzidas as provisões para ajuste do valor de estoque. Também fazem parte desse subgrupo os diversos materiais de consumo pertencentes à entidade.

d – Aplicações Financeiras: São recursos financeiros da entidade, aplicados com prazos de resgate determinado, como CDB, RDB, títulos da dívida pública etc., provisionados os devidos ajustes para os títulos e valores mobiliários. Vale lembrar que esses prazo determinado para resgate não pode ultrapassar o fim do exercício social seguinte ao da data de encerramento do Balanço.

e – Despesas do Exercício Seguinte:  São “despesas que ainda não ocorreram, mas foram pagas antecipadamente. A sua apropriação ao resultado só ocorrerá no exercício seguinte. De fato, no momento do pagamento, como elas ainda não eram devidas, a característica correta seria de um adiantamento feito à terceiros (como um salário adiantado junto a um empregado), e, nesses termos, geraria para a empresa um autêntico direito junto à pessoa que o recebeu. Daí a lógica de sua classificação no grupo Circulante”[2].

II – Ativo Não Circulante: Este foi um grupo criado pela Lei 11.638/07. Fazem parte dele as contas que dizem respeito aos direitos realizáveis após o término do exercício seguinte e aquelas que representam a parte do Ativo que não se destina a venda. Fazem desse grupo os seguintes subgrupos:

a – Realizável a Longo Prazo: compõem este subgrupo as contas referentes aos direitos realizáveis após o término do exercício seguinte, assim como os valores com prazo de realização incerto, como empréstimos à coligadas, diretores, sócios, controladas etc..

b – Investimentos: São aplicações permanentes em outras empresas e em bens destinados a produzir renda.

c – Imobilizado: São os bens tangíveis destinados à manutenção das atividades da entidade. Após a Lei 11.638/07, os bens em arrendamento passaram a fazer parte deste subgrupo, fazendo valer a regra da “prevalência da essência sobre a forma” nesse caso.

d – Intangível: Este subgrupo foi criado pela Lei 11.638/07. Fazem parte dele as contas referentes aos bens incorpóreos, também necessários a manutenção das atividades da entidade.

e – Diferido: Deixou de existir após a entrada em vigor da Lei n. 11.941, de 27 de maio de 2009. Faziam parte dele as “aplicações de recursos que beneficiavam o resultado de vários exercícios. A Lei previa o diferimento dessas despesas porque as receitas correspondentes só seriam geradas futuramente, e o seu lançamento como despesa total do período em que ocorriam distorcia o resultado operacional”[3]

 


Eden Torres Alves
Contato: edentorres@hotmail.com


[1] LOPES DE SÁ Dicionário de Contabilidade: 2005, p. 161.

[2] ARNALDO REIS Demonstrações Contábeis: 2006, p. 52.

[3] ARNALDO REIS Demonstrações Contábeis: 2006, p. 54. Alterações do tempo realizadas pelo autor do blog.

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Ingrid B Jesus  On 01/09/2009 at 15:00

    Tenho pesquisado bastante sobre a estrutura do Balanço Patrimonial, e tenho tenho conseguido bastante conteúdo teórico tanto sobre a extrutura como os grupos, subgrupos e as contas pertencentes a cada grupo e subgrupo, mas a parte prática exemplificando as diversas classificações das contas, ficam vagas.

    Então é uma sugestão que dou, que dentro de cada conteúdo teórico possam trazer exmplos práticos para facilitar o entendimento.

    • Hélio  On 05/10/2011 at 14:06

      ola ingrid boa tarde

      tenho dificuldade em alguns topicos do balanço eu não
      consigo entender Ativo permanente, operacional e flutuante,
      vc tem alguma dica?
      agradeço

  • Ingrid B Jesus  On 01/09/2009 at 15:01

    muito bom.

  • renato  On 15/09/2009 at 19:12

    Muito obrigado, me ajudou na minha pesquisa
    da faculdade.

  • claudia  On 22/09/2009 at 20:15

    pODE ME ENVIAR TUDO DE NOVO QUE ESTÁ ACONTECENDO NA CONTABILIDADE

  • claudia  On 22/09/2009 at 20:16

    mE MANDE TUDO A RESPEITO DE CONTABILIDADE

  • claudia  On 22/09/2009 at 20:17

    ÓTIMA ESSA MÁTERIA

  • Deise Cristina Leonardo  On 05/11/2010 at 12:36

    Sou iniciante nos estudos de finanças, que me parece um bicho de sete cabeças… Mas estes textos me ajudaram um pouco.
    Grata!

  • Valéria Giron  On 06/11/2010 at 09:32

    Sou iniciante em finanças e este texto complementou de forma certa as aulas e as minhas dúvidas.
    Obrigada

  • Cristine Raeder  On 06/11/2010 at 20:57

    Muito bom o site .gostaria de manter-me atualizada com informações.
    Desde já agradeço .boa noite
    Um abraço

  • Deyse Lucidi  On 14/11/2010 at 13:29

    Sou iniciante em Finanças, o site é muito bom.
    Obrigada

  • sidneybritogusmao  On 10/12/2010 at 09:21

    TAMBEM ESTOU FAZENDO FINANÇAS OBRIGADO

  • Luana Coracini  On 14/09/2013 at 15:18

    Esta matéria me ajudou muito na minha cadeira de contabilidade, quero estar sempre atualizada. Indico!

    Grata,

    Luana Coracini

  • Rosana Corrêa de Lima  On 13/08/2014 at 21:18

    Na faculdade que curso, eles pediram através de uma atividade para elaborar uma estrutura básica do balanço patrimonial com grupos e subgrupos,mas não sei nem por onde começar, me ajudem, é urgente!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: